Portal Catequese de Eucaristia Muito Dinamismo Marca Encontro de Pais da Catequese

Pastorais da Comunidade Nossa Senhora Aparecida

postheadericon Muito Dinamismo Marca Encontro de Pais da Catequese

Encontro de Pais da CatequeseDia 30 de outubro foi um domingo chuvoso, típico para ficar em casa com a família, assistindo TV, comendo, dormindo... No entanto, cerca de 30 pais das crianças que participam da Catequese de 1a. Eucaristia, da comunidade brasileira da Saint Vincent Catholic Church, de Margate, participaram toda a tarde, de um encontro. "Valeu a pena", dizia um dos pais, "quem não pôde participar, só perdeu", dizia outro. Pais e catequistas foram envolvidos em momentos de muita reflexão e informação, que culminou com uma dramatização apresentada pelo Faces, grupo de teatro da Missão Louvation.

Pelo menos um encontro de pais por ano, faz parte do programa da Catequese de 1a. Eucaristia. E, este ano, não poderia ser diferente. Segundo Adriana Lima, que coordena a pastoral juntamente com Juliana Bendetti, procurou-se organizar um programa bem dinâmico. Contudo, o número de participantes representa menos de um terço das famílias da catequese. "Mas para nós catequistas, o importante não é o número de pais, mas a qualidade dos encontros". Disse Adriana, "e acreditamos ter atingido nossos objetivos".

A acolhida foi feita por Karla Pinto e Luciana Melo, que coordenam os programas de Pré-Catequese e Eucaristia I, respectivamente. Em seguida, Luiza Nelson, coordenadora da Eucaristia II, apresentou a dinâmica do "quebra-gelo", uma auto-apresentação de todos os participantes. Então foi a vez de Juliana Bendetti. Ela coordenou a primeira parte do encontro. Em cinco grupos, os pais foram separados e tinham como tarefa refletir sobre "o que se entende por igreja doméstica". Após quinze minutos de discussão, um representante tinha que apresentar a conclusão de seu grupo e as respostas variaram bastante: "igreja doméstica envolve a família como primeira evangelizadora", "igreja doméstica é a aplicação em casa de tudo o que se aprende na igreja, tendo a família como exemplo", "é a extensão da igreja em nossa casa", entre outras respostas.

Então, após a música Utopia, do Pe. Zezinho, Juliana fez a conclusão: "sabemos que a vida de imigrante não é fácil, trabalha-se muito, chega-se em casa muito cansado, sem tempo ou disposição para mais nada, nem mesmo para atender os filhos. Muitas vezes, ambos, pai e mãe trabalham. Fica mais conveniente, então, presentear os filhos com bens materiais, assim eles não incomodam. Mas eles precisam de muito mais do que apenas "novos brinquedos". Eles precisam de carinho, atenção, exemplo, prática do amor de Deus dentro dos lares. A igreja doméstica é a extensão da Igreja dentro de casa", concluiu a catequista.

Houve um delicioso café da tarde, com guloseimas trazidas pelos catequistas e alguns pais. Em seguida, o grupo de teatro "Faces", do Louvation, sob a coordenação de Alex Roas, que também é catequista da Perseverança, apresentou uma pequena dramatização , enfocando o tema do encontro: o dia-a-dia de um casal, cujos valores familiares estão bem distantes da verdadeira igreja doméstica. A mãe não tem tempo de levar a filha para a catequese de sábado a tarde porque está cansada e tem hora marcada no cabelereiro. O pai não pode perder a final do jogo de futebol. Então a criança terá que ir de carona com a vizinha. Mas os pais não vão à igreja e a obrigam a ir para a catequese. Ela não quer ir. Não há a prática da Palavra. A peça se conclui com o sonho de muitas crianças que se sentem abandonadas pelos pais dentro de seus próprios lares:

"Olha aí, vocês tão vendo isso? Vocês acham isso certo? Sabe, é muito complicado... Ser criança não é fácil... Vai ver que é por eu ser criança que eu não entendo bem as coisas. Minha mãe sempre me manda ser educado com as pessoas, tratar os outros com gentileza. Mas em casa, a educação nem entra... gentileza, então.. Olha o jeito que eles se tratam! Eles pensam que eu não escuto...

Na catequese me ensinaram que é importante a gente ir na Missa, mas meus pais sempre arrumam alguma coisa mais importante pra fazer. Me ensinaram também que é importante a gente rezar, mas a gente quase nem tem tempo de comer juntos, que dirá rezar! Pai que não reza não pode exigir que filho reze também não...

Sabe, o meu sonho era ser uma televisão. Ter um lugar especial de destaque na minha casa, poder ter os meus pais reunidos na minha frente e ter a atenção deles toda pra mim. Ser levado a sério quando eu falar, ser o centro das atenções, ser escutado sem interrupções ou perguntas. Quero receber a mesma atenção que ela recebe quando não funciona. Ter a companhia do meu pai quando ele chega em casa, mesmo que esteja cansado. Que minha mãe me procure quando estiver aborrecida, ao invés de me ignorar. Quero sentir que minha família deixa tudo de lado, de vez em quando, para passar alguns momentos comigo.

Sabe de uma coisa? No final de tudo, quem deveria fazer catequese são os meus pais".

Após o teatro, ainda houve mais um tempo para reflexão em grupo. Os pais responderam a questão "o que nos impede de sermos igreja doméstica?". "Certamente encontramos muitos obstáculos para viver a igreja doméstica, mas com fé em Deus, transformando palavras em ações e acompanhando o desenvolvimento do mundo a nossa volta, podemos vencer, pois todos os dias há chances para recomeçar e rever nossa relação familiar", concluiram eles.

Realmente os pais que não puderam participar, perderam. Mas no ano que vem terão outra chance. Parabéns a todos os catequistas que se envolveram na organização do evento, e a todos os pais que o prestigiaram.

Sirlene Motta


Não se esqueça de deixar o seu comentário pelo link no início desse artigo, sua opinião é muito importante.

Você brasileiro católico que vive no sul da Flórida, além das missas dos finais de semana, não deve perder os diversos eventos do calendário católico que acontecem na nossa igreja em Margate. A Comunidade brasileira católica te aguarda para juntos celebrarmos e louvarmos.

AddThis Social Bookmark Button
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

postheadericon Testemunhos

clezenilda velasco
Date: Apr 18, 2012


vou falar de um milagre que aconteseu com meu filho, ele estava perdido nas drogas e eu não sabia ok fazer estava desesperada. Ouvindo o seu programa estava começando uma novena do santo espedito comecei a fazer com tanta fé no final da novena um milagre aconteceu ...
Nossas Pastorais
Catequese de Eucaristia
Cadastre-se
Cadastre-se para receber as novidades do nosso website via email.



English Spanish

Receba as Novidades do Católicos na Flórida via Email!

Deixe o seu Testemunho

Boas e Novas - Evetnso da Comunidade

Colunas e Artigos Católicos

Fotos e Videos

Leia o Boletim da Saint Vincent Church